quinta-feira, 10 de abril de 2008

As sombras da vida


A única maneira que encontrei de postar esse quadrinho foi através do link, então:
.
As sombras da vida
.
O pensamento e referência que tenho de que os meios de comunicação não cumprem seu papel oficial, o de informar, somente se fortaleceram qdo li esta historinha, pois na verdade agem de forma alienadora. Não somente pela ilusão projetada por eles, mas principalmente pela "inocência", se é que posso chamar assim, da massa dos telespectadores, que enquadram suas vidas em um molde exposto numa vitrine, sobre tudo a TV, que dita muitas e muitas vezes o que se deve vestir, o que se deve fazer, o que se deve falar, o que é bom ou ruim, bonito ou feio, além de ter se perdido a dissociação que havia entre liberdade e libertinagem.

Não digo com isso que nada presta, mas afirmo que é preciso conhecer as sombras da própria vida para saber o que de fato é bom.

Beijinhos.

3 comentários:

dZ disse...

Nossa, excelente argumentação.

Gostei dos quadrinhos também...

Mariah só Mariah disse...

"* A Mariah vou vencer pelo cansaço;"

Oh...não entendi essa. Dá para explicar madame?

Beijo
Mariah

Bruno disse...

Nossa, perfeito, o quadrinho! Platão nem imaginava que a caverna dele iria acabar desse jeito.

E é verdade, Ana, às vezes a gente se contenta só com sombras...