quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

De um passado que me lembro bem...



"Entreguei meu coração há alguém … acho que vivi um conto, não os de fadas, porque eles sempre tem final feliz. Vivi um conto meu, que ficou escrito, mas nas minhas lembranças, no meu coração. Meus sentimentos eram verdadeiros, quando percebi que só os meus eram ou que pelo menos só eu estava disposta a seguir em frente, me afastei. Queria guardar as lembranças e tudo de bom que vivi. Estávamos em momentos diferentes ou viamos o mundo de forma diferente - eu acredito no amor, na sinceridade e tantas coisas que estão fora de moda hoje em dia, ele não sei, talvez acredite nisso também, mas suas prioridades eram outras. A verdade é que nunca tinha sentido algo tão intenso, algo tão bom!"




Muito bem escrito e referido a mim,
mesmo que inconscientemente, por Sandra do
blog apaixonante "Retrato".

Acredito que pessoas diferentes vivem as mesmas experiências em lugares distantes, com sentimentos idênticos, marcas únicas e aprendizados insubstituíveis...mas tenho uma observação...quanto ao que senti, na verdade não sei se sentirei novamente.

...

4 comentários:

Sandra disse...

Aninha!
Tb não sei se vou sentir isso novamente! Mas o tempo dirá...
Queria acreditar que vou viver algo ainda maior e melhor. Mas não sei, é muito recente... e agora só as marcas é que se fazem presentes no meu dia-a-dia.
Enquanto isso, vamos seguindo...
De alguma forma é bom partilhar isso, saber que não estou sozinha. Um beijo... e obrigada por postar! Fico feliz que tenha gostado!

katapalavras disse...

Incrivel como mudam as pessoas mas as dores seguem semelhantes...

Mariah disse...

nunca mais me esqueci de algo que ouvi há muito tempo...
de um momento existem 3 versões...a minha, a sua e a verdade!

por mais que tenhamos vivido aquele momento juntos! o seu momento foi seu...o meu foi meu!
e acho que é exatamente que começa a confusão...quando a gente se sente frustrado pelo outro não sentir o nosso momento.

mulher é bicho confuso mesmo.
boa sorte.
mariah

Di disse...

Bom, não se te dizer o que vai sentir, mas espero que se sinta muito feliz, mesmo que somente consigo mesma como companhia.